top of page

A Teoria da Aprendizagem na Educação

A teoria da aprendizagem significativa também tem sido aplicada em tecnologias educacionais

A aprendizagem significativa é uma teoria desenvolvida pelo psicólogo e pedagogo David Ausubel, que defende a ideia de que a aprendizagem é mais efetiva quando o novo conhecimento se conecta com o conhecimento prévio do indivíduo. Segundo Ausubel, a aprendizagem ocorre quando a nova informação é incorporada em uma estrutura cognitiva já existente, ou seja, quando o aluno é capaz de relacionar o novo conteúdo com o que já sabe, atribuindo-lhe significado e relevância. Ou seja, segundo a teoria, a aprendizagem ocorre quando um novo conhecimento se relaciona de maneira significativa com um conhecimento pré-existente, chamado de conceito ou ideia âncora.


David Ausubel foi um psicólogo norte-americano que desenvolveu importantes contribuições na área da educação, especialmente com a teoria da aprendizagem significativa. Seu trabalho se concentrou em entender como as pessoas constroem o conhecimento e como o processo de aprendizagem pode ser mais efetivo. Neste artigo, vamos explorar como Ausubel influenciou na educação com a teoria da aprendizagem significativa.

Ausubel acreditava que a aprendizagem é um processo ativo e construtivo, em que os alunos constroem o conhecimento a partir das suas experiências anteriores. Para que a aprendizagem seja significativa, é necessário que o novo conhecimento esteja relacionado com o que o aluno já sabe. Esse processo ocorre por meio da ancoragem de novas informações em conhecimentos prévios já estabelecidos, ou seja, é preciso que haja uma interação entre a nova informação e a estrutura cognitiva existente do aluno.

Dessa forma, Ausubel propôs o conceito de "subsunçores", que são ideias centrais e abstratas que servem como âncoras para a incorporação de novas informações na estrutura cognitiva do aluno. Segundo ele, esses subsunçores são adquiridos a partir de experiências prévias e permitem que novas informações sejam incorporadas de forma significativa.

Outro conceito importante da teoria da aprendizagem significativa de Ausubel é a "organização do conhecimento". Segundo ele, o conhecimento não é adquirido de forma aleatória, mas sim organizado em uma estrutura hierárquica de conceitos. Essa organização é essencial para a construção de novos conhecimentos, já que permite ao aluno relacionar novas informações com conceitos já estabelecidos.

Para aplicar a teoria da aprendizagem significativa de Ausubel na prática, é necessário que o professor crie situações de aprendizagem que promovam a interação entre as novas informações e os conhecimentos prévios dos alunos. É importante também que sejam utilizados recursos como mapas conceituais e analogias para facilitar a compreensão dos conceitos.

Um exemplo prático de como aplicar a teoria da aprendizagem significativa na sala de aula é a utilização de mapas conceituais. O professor pode apresentar um tema central e, a partir dele, os alunos vão criando um mapa conceitual que relacione os principais conceitos do tema. Dessa forma, os alunos vão construindo uma estrutura hierárquica de conceitos que permitirá a compreensão do tema de forma mais significativa.

Outra forma de aplicar a teoria de Ausubel é por meio da utilização de analogias. O professor pode utilizar analogias para explicar um conceito complexo, relacionando-o com algo que seja mais familiar aos alunos. Por exemplo, para explicar o conceito de célula, o professor pode utilizar a analogia de que a célula é como uma cidade, com diferentes estruturas e funções.

Além disso, é importante que o professor esteja atento ao nível de desenvolvimento cognitivo dos alunos, para que possa adequar as situações de aprendizagem de acordo com as suas necessidades.


Essa teoria tem grande importância na educação, pois coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem, estimulando-o a construir conhecimentos a partir da reflexão sobre suas próprias experiências. Dessa forma, o ensino passa a ser mais significativo e a aprendizagem mais duradoura.

A aprendizagem significativa é oposta à aprendizagem mecânica, que é simplesmente a memorização de informações sem compreensão ou relação com experiências anteriores. Na aprendizagem significativa, o aluno é incentivado a construir seu próprio conhecimento por meio de uma abordagem centrada no aluno, em que o professor atua como facilitador do processo de aprendizagem.

Para Ausubel, existem dois tipos de aprendizagem significativa: a aprendizagem por recepção e a aprendizagem por descoberta. Na aprendizagem por recepção, o aluno recebe o conhecimento de forma estruturada e organizada pelo professor, que seleciona e apresenta as informações de maneira clara e organizada, facilitando a sua compreensão. Na aprendizagem por descoberta, o aluno é incentivado a buscar o conhecimento por si próprio, utilizando seus conhecimentos prévios para construir novas informações.

Na educação, a teoria da aprendizagem significativa tem sido amplamente aplicada em diversos contextos. Um exemplo prático é a utilização de mapas mentais como ferramenta de aprendizagem. Um mapa mental é uma representação gráfica de ideias e conceitos, organizados hierarquicamente e conectados por linhas, que permite ao aluno visualizar de forma clara e estruturada o conhecimento adquirido.

Outro exemplo é a utilização de projetos interdisciplinares, em que os alunos são incentivados a buscar informações em diferentes áreas do conhecimento e a relacioná-las com suas experiências pessoais, construindo um conhecimento mais amplo e significativo. O papel do professor é o de facilitador, auxiliando os alunos na busca de informações e na organização do conhecimento.

A teoria da aprendizagem significativa também tem sido aplicada em tecnologias educacionais, como jogos educativos, simulações e animações. Essas ferramentas permitem que os alunos interajam de forma ativa com o conhecimento, buscando informações e relacionando-as com suas experiências pessoais, construindo assim um conhecimento mais significativo e duradouro.

Para que a aprendizagem significativa ocorra, é necessário que o professor promova um ambiente propício para o processo, ou seja, que crie situações que permitam ao aluno conectar o novo conhecimento com o que ele já sabe. Algumas estratégias que podem ser utilizadas são:

  1. Relacionar o novo conhecimento com situações cotidianas do aluno O professor pode buscar exemplos do cotidiano dos alunos para explicar o novo conteúdo, fazendo com que a aprendizagem seja mais significativa, já que o aluno pode facilmente relacionar o conteúdo com sua vida diária.

  2. Estimular a participação ativa dos alunos na construção do conhecimento O professor deve estimular a participação ativa dos alunos, incentivando-os a compartilhar suas ideias e opiniões, e promovendo a discussão em sala de aula. Dessa forma, o aluno se torna um agente ativo na construção do conhecimento, e não apenas um receptor passivo.

  3. Utilizar recursos diversificados O uso de recursos diversificados, como vídeos, imagens, jogos educativos e outras atividades, pode ajudar o aluno a compreender o conteúdo de forma mais significativa. Os recursos audiovisuais são especialmente eficazes, pois permitem uma abordagem mais concreta e visual do conteúdo.

  4. Fazer associações com o conhecimento prévio O professor deve buscar fazer associações com o conhecimento prévio dos alunos, fazendo perguntas que ajudem a trazer à tona o conhecimento que o aluno já possui. Dessa forma, o novo conteúdo pode ser integrado de forma mais efetiva à estrutura cognitiva já existente.

  5. Avaliar a aprendizagem de forma significativa Por fim, é importante que a avaliação seja feita de forma significativa, valorizando a construção do conhecimento pelos alunos. O professor deve buscar avaliar não apenas o conhecimento factual, mas também a capacidade do aluno de relacionar o novo conteúdo com o conhecimento prévio e aplicá-lo em situações reais.


Para exemplificar um plano de aula baseado na teoria da aprendizagem significativa para o ensino médio, consideraremos a disciplina de Biologia e um conteúdo sobre Ecossistemas.


1. Objetivo geral:

  • Compreender a complexidade dos ecossistemas e as relações entre os seres vivos que os compõem, por meio da identificação de características ecológicas e da aplicação da teoria da aprendizagem significativa.

2. Objetivos específicos:

  • Identificar as características ecológicas dos principais ecossistemas brasileiros;

  • Compreender a relação entre os seres vivos que habitam um mesmo ecossistema;

  • Aplicar a teoria da aprendizagem significativa na construção de um mapa conceitual sobre Ecossistemas.

3. Atividades:

  • Pesquisa em grupo sobre as características ecológicas dos principais ecossistemas brasileiros;

  • Discussão em grupo sobre as relações entre os seres vivos que habitam um mesmo ecossistema;

  • Construção em grupo de um mapa conceitual sobre Ecossistemas, aplicando a teoria da aprendizagem significativa.

4. Recursos:

  • Livros e artigos sobre Ecossistemas;

  • Computadores e acesso à internet para pesquisa;

  • Papel pardo e canetas para construção do mapa conceitual.

5. Avaliação:

  • Apresentação oral do mapa conceitual construído pelo grupo;

  • Participação nas atividades propostas;

  • Avaliação escrita individual sobre as características ecológicas e as relações entre os seres vivos dos ecossistemas estudados.

Com esse exemplo de plano de aula, podemos perceber como a teoria da aprendizagem significativa pode ser aplicada na prática educativa, possibilitando a construção de um conhecimento significativo e duradouro para os alunos.


A teoria da aprendizagem significativa de Ausubel tem sido amplamente utilizada na educação, e seus princípios podem ser aplicados em diversos níveis e modalidades de ensino. A ideia central é que a aprendizagem é mais efetiva quando é significativa, ou seja, quando o aluno é capaz de relacionar o novo conhecimento com sua própria experiência, atribuindo-lhe sentido e relevância.

Em resumo, a teoria da aprendizagem significativa propõe uma abordagem centrada no aluno, em que o conhecimento é construído a partir das suas experiências pessoais e prévias, relacionando-as de forma significativa com novas informações. Na educação, essa teoria tem sido amplamente aplicada em diversos contextos, incentivando os alunos a buscar informações, construir seu próprio conhecimento e a relacioná-lo com suas experiências pessoais.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page